Perca Peso Agora

Pesquisa Revela que Dor nas Costas pode ser Causada por Depressão

Pessoas com depressão são 60% mais propensas a desenvolverem dor lombar ao longo de sua vida, de acordo com uma pesquisa australiana divulgada esta semana. Este é o primeiro estudo a apontar a própria depressão como causadora de dor nas costas, em vez de uma lesão. A pesquisa, publicada na revista Arthritis Care and Research, analisou dados de 11 estudos abrangendo um total de 23.109 pessoas.

Foi constatado que as pessoas com sintomas de depressão possuíam risco muito maior de desenvolvimento de dor lombar, no futuro, em comparação com aquelas que não apresentavam a condição psicológica. O risco de dor lombar também aumentou em pacientes com níveis mais graves de depressão.

Acredita-se que a dor lombar afete 4 milhões de australianos, público da pesquisa, e seja mais comum em pessoas entre 40 e 50 anos. Paulo Ferreira, da Universidade de Sydney, diz que a pesquisa sugere que até 61.200 casos de dor lombar no país sejam parcialmente atribuídos à depressão.

“A dor lombar é uma condição debilitante, especialmente quando combinada com outras condições de saúde, por isso espero que esta descoberta sirva para criar um tratamento melhor no futuro. Quando os pacientes chegam até nós tanto com dor nas costas quanto com depressão, seus casos são muito mais complexos. Eles não respondem ao tratamento da mesma forma como os pacientes que só apresentam dores nas costas, levando muito mais tempo para recuperação, com um tratamento caro”, relatou ele.

O estudo também sugere que depressão e dor nas costas devam ser tratadas simultaneamente. Outros estudos estimam que até 48% das pessoas com dor nas costas apresentem sintomas de depressão.

A mais recente pesquisa não explica os motivos da relação, mas acredita-se que pessoas depressivas possuem baixos níveis de atividade física e má qualidade do sono, o que poderia influenciar. Também pode ser devido a problemas com neurotransmissores que afetam as sensações de humor e dor.

Os pesquisadores, no entanto, focam as atenções no impacto da genética. A pesquisa sobre gêmeos sugere que algumas pessoas possam ser geneticamente predispostas, tanto para dor nas costas, quanto para depressão.

Fonte: Jornal Ciência



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook