Perca Peso Agora

Óleo de Avestruz: Emagrece, revitaliza a pele, ajuda na menopausa e muito mais!

O avestruz, que antes era uma grande aposta da avicultura, ficou um tempo esquecido. Infelizmente muitos avicultores não sabem do grande potencial econômico que esta ave possui. Além de carne, pluma e couro, o Avestruz também pode fornecer um produto pouco conhecido, mas com ótimos benefícios - o óleo.

O óleo de avestruz é extraído da gordura do animal, localizada na região abdominal da ave, onde existe uma bolsa de gordura, de onde será extraído o óleo. Em média, cada avestruz fornecerá 15 kg de gordura, que serão suficientes para 6 litros de óleo, aproximadamente.

De acordo com especialistas, o produto tem propriedades terapêuticas e estéticas muito poderosas. O óleo de avestruz possui alto poder de hidratação, absorção e revitalização cutânea. Ele também pode ser utilizado como cicatrizante e antiinflamatório em casos de contraturas e outros tipos de inflamações cutâneas.

O produto já é bastante utilizado em países como Inglaterra, França, Austrália. Ele é rico em ácidos graxos essenciais, além de possuir vitamina E e D. Tem efeito suavizante e é eficaz na redução de rugas e a melhora da tonicidade da pele.

É o único alimento natural com os quatro ômegas (3, 6, 7 e 9).

O que são e para que servem os Ômegas?

Os ômegas, também conhecidos por ácidos graxos, são componentes orgânicos, produzidos quando as gorduras são quebradas. Podemos considerá-los “gorduras boas”, porém, não são produzidas em nosso organismo, o que significa que temos que adicioná-las através da nossa alimentação.

Ômega 3 (ácido linolênico)

Com funções anti-inflamatórias, redução de colesterol e triglicerídeos, está ligado ao diabetes por combater a resistência a insulina, ajuda no hipo e hipertireoidismo, osteoporose, prevenção de doenças cardíacas, câncer e problemas articulares, ativa as funções cerebrais, evita doenças autoimunes.

Ômega 6 (ácido linolêico)

Regula o metabolismo de maneira global, colabora para a saúde da pele e cabelo, cuida da estrutura óssea e fortalece o sistema imunológico. Pode auxiliar na queima de gordura corporal.

Ômega 7 (ácido palmitolêico)

É o acido graxo responsável pela derme. É ele que colabora com o processo de regeneração celular. Está presente em nossas secreções sebáceas naturais. À medida que envelhecemos, ele diminui. Nesse caso, é bastante interessante fazer uso de cosméticos que o contenham em sua formulação.

Ômega 9 (ácido olêico)

Responsável pela síntese de hormônios, por esse motivo, deve estar presente na rotina de mulheres com menopausa, e também das que sofrem com o desconforto da TPM. Ajudam a reduzir as ondas de calor, ansiedade, estresse e irritabilidade decorrentes do desajuste hormonal, tão comum nessas mulheres.

Atua também na síntese de cortisol, o hormônio do estresse, responsável pelo acúmulo de gordura na região abdominal. A boa notícia: a inclusão desse ômega pode ajudar a afinar a cintura!

O ômega 9 é um acido graxo que age nos depósitos de gordura em nosso organismo, conseguindo reorganizá-los; dessa forma, as células adiposas encontrarão dificuldade de se fixarem na região abdominal.

Portanto, o óleo de avestruz possui características que podem auxiliar no processo de queima de gordura, e se associado a uma dieta balanceada e personalizada, emagrece.

Benefícios do Óleo de Avestruz

Talvez o maior benefício do óleo de avestruz, seja o mix de ômegas, presente em um único produto. A partir dessa informação, vamos ver, mais detalhadamente, para que serve o óleo de avestruz.

Revitalização cutânea

Há muita similaridade entre sua composição e a oleosidade da pele humana, o que confere ao óleo uma excelência em propriedade hipoalergênica. Essa particularidade permite que sua penetração intradérmica seja mais eficiente, demonstrando alto poder de hidratação e reconstituição epidérmica, por esse motivo, reduz rugas e marcas de expressão, e melhora a tonicidade.

Analgésico

Em sua composição, encontramos o ácido linolêico, que desempenha o papel de analgésico em casos de fadiga, câimbras, edemas e contraturas. Combate dores reumáticas, artrites e artroses. Já foi testado, com bons resultados, em pacientes com fibromialgia.

Cicatrizante

Efeito ligado ao poder de reconstrução epidérmica, já citado anteriormente.

Anti-inflamatório

O ácido olêico presente em sua formulação permite que o óleo de avestruz seja utilizado para inflamações nas articulações em geral.

Queimaduras

Em casos de queimaduras comuns, queimaduras solares, queimaduras oriundas do contato com águas vivas, também em casos de assaduras, possui efeitos regeneradores epidérmicos.

Apresentação

É possível adquirir o óleo de avestruz em lojas de produtos naturais, ou pela internet, o que facilita a aquisição para pessoas que vivem longe dos grandes centros urbanos.

Há uma linha completa disponível em gotas, gel, creme, xampu, hidratante facial, banha, óleo de massagem, spray, protetores labiais, creme para os pés, creme para as pernas, para queimaduras, para celulite e estrias, enfim, para todos os gostos e necessidades.

Dicas de Utilização

As indicações de dosagens dependerão de cada fabricante. Estamos sugerindo alguns valores padronizados. Procure se informar através do SAC quais dos itens devem ser utilizados, quantidades diárias, tempo de tratamento e contraindicações.

Hidratantes: Utilizar os cremes e loções diariamente, para rejuvenescer, retirar manchas e tonificar.

Processos infecciosos respiratórios: Pode tomar o óleo puro, em gotas, ou adicioná-lo a algum chá, ou alimento.

Lábios ressecados: Utilizar o óleo várias vezes ao dia. Ajudará na cicatrização e hidratação, evitando reincidência.

Reposição hormonal: Tomar a quantidade indicada (gotas) do óleo.

Otite: Pingar uma gota de óleo 3x por semana, como processo preventivo. Mais vezes se estiver em crise.

Sinusite: Fazer um mix, utilizando no tratamento a banha (passando na face antes de dormir), o óleo (2 a 3 gotas nas narinas), e tomar algumas gotas de óleo ao dia.

Queimaduras: Passar o óleo e tomar algumas gotas.

Dores musculares e articulares: Passar o óleo na região afetada e tomá-lo em gotas.

Constipação intestinal: Popularmente conhecido como intestino preso ou prisão de ventre. Pode ser utilizado em gotas, algumas vezes ao dia.

Colesterol e triglicérides: Algumas gotas diárias aliadas à dieta para baixar os índices.

Hemorróidas: Passar o óleo 2 vezes ao dia e tomá-lo em gotas.

Refluxo esofágico: Tomar o óleo em gotas.

Estresse: E todas suas possíveis intercorrências. Há doses individuais recomendadas para esses casos.

Para emagrecer: O óleo de avestruz emagrece e faz perder medidas abdominais, quando se toma algumas gotas diárias do óleo, associadas uma dieta de restrição calórica. Esse efeito será potencializado com exercícios físicos.

Dosagens

Vamos passar, a seguir, as dosagens diárias mínimas e máximas, para que se tenha uma noção de como funciona, mas, procure não exceder esses valores, a não ser por indicação médica.

Mínima: Na média, os fabricantes recomendam que a dosagem mínima diária seja a metade do peso em gotas, divididas 3 vezes ao dia, ou seja, um adulto pesando 60 quilos deverá tomar 30 gotas, divididas em 10 gotas, 3 vezes ao dia.

Máxima: O mesmo raciocínio acima, mas, considerando-se o peso total. No caso, a mesma pessoa, pesando 60 kg, deverá tomar 60 gotas diárias, ou seja, 20 gotas, 3 vezes ao dia.

Considerações Finais

Como sempre, algumas pessoas se excedem quando baseadas nos benefícios de alguns produtos. Não se informam, compram por impulso, não leem os rótulos e acabam consumindo em excesso.

Aqui, não seria diferente. O excesso de ômega 6 provoca um desequilíbrio metabólico, indo na contramão de seus benefícios. Isso poderá desenvolver processos inflamatórios e provocar diabetes e obesidade.

Dessa forma, deve-se entender que o óleo de avestruz emagrece, mas se tomado nas doses indicadas, sem exageros. Consumi-lo em doses elevadas não significa multiplicar seus benefícios, muito pelo contrário. Então: atenção!

O óleo de avestruz não substitui medicamentos em nenhum tratamento. Poderá ser utilizado como coadjuvante, no entanto, procure se orientar com um profissional da área médica se estiver sob algum tipo de tratamento, para ter certeza que seu uso será mesmo benéfico.

.Compartilhe!

Fonte: Mundo Boa Forma



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook