Perca Peso Agora

O que Você Precisa Saber sobre Nódulos de Tireoide?

Os nódulos de tireoide têm se tornado muito frequente nos últimos anos. Pela palpação da tireoide, apenas 4 a 8% dos nódulos são identificáveis, mas, em exames de ultrassonografia (USG), até 67% da população apresenta nódulos!

A maioria dos nódulos de tireoide é benigna. A incidência de câncer de tireoide em pacientes com nódulos, independente de quantos estão presentes, e se o nódulo foi palpável ou não, é de 9 a 13%.

Mas, alguns fatores na história do paciente ou exame físico sugerem maior risco de malignidade:

  • história de radioterapia na cabeça ou pescoço
  • história de radioterapia para transplante de medula óssea
  • história familiar de câncer de tireoide
  • exposição a alguma radiação ionizante
  • crescimento rápido do nódulo ou rouquidão (o nódulo pode acometer o nervo da corda vocal e causar rouquidão)
  • linfonodos aumentados na região cervical lateral (região que drena a tireoide, pode ter metástases do câncer)
  • nódulo não móvel à deglutição (isso indica que ele está fixo aos tecidos ao redor, mais agressivo)

Algumas características do nódulo à USG também podem ser indicativos de nódulos malignos:

  • presença de microcalcificações
  • nódulos hipoecogênicos
  • ausência de halo ao redor do nódulo
  • vascularização aumentada no centro do nódulo, ao doppler
  • margens irregulares e pouco definidas
  • nódulo maior que 1cm, principalmente se maior na altura que comprimento

E o que fazer agora que tenho nódulos na tireoide?

Os nódulos menores que 1cm, sem outras características sugestivas de malignidade na história, exame físico ou USG, não precisam ser investigados.

Uma pessoa pode ter o nódulo na tireoide para sempre, sem que isso acarrete comprometimento de qualquer função do organismo.

Mas, se há qualquer outra alteração que leve a pensar em malignidade, deve ser feita a punção do nódulo (PAAF - punção aspirativa por agulha fina). A punção é o exame que retira uma porção do nódulo para ser analisada microscopicamente e possibilitar a definição diagnóstica, como uma biópsia.

Feita a punção e a análise das células, muitos resultados são possíveis. A conduta a ser tomada depende desse resultado.

1. não diagnóstico ou insatisfatório: o nódulo pode ter poucas células, que não foram suficientes para análise adequada; ou o médico que realizou o exame não conseguiu fazê-lo adequadamente. Nesse caso, o exame deve ser repetido.

2. nódulo benigno (ufa...)

3. atipia de significado indeterminado ou lesão folicular de significado indeterminado: o nódulo folicular é o único que não pode ser definido se maligno ou benigno pela PAAF. O que determina a benignidade é o tipo de cápsula do nódulo, que pode ser vista macroscopicamente. Ou seja, o paciente deve ser submetido a cirurgia e, durante o ato cirúrgico, a cápsula é analisada e o nódulo definido como benigno ou maligno

4. suspeito para malignidade: o risco é muito alto de ser um nódulo maligno e o paciente deve ser operado

5. nódulo maligno: tratamento definitivamente cirúrgico

Qual o tratamento para os nódulos de tireoide?

Não há medicamentos para os nódulos de tireoide. Antigamente, havia uma teoria de que usar o medicamento Levotiroxina poderia diminuir o tamanho dos nódulos. Mas essa teoria não conseguiu comprovar resultados.

Se o paciente tem um nódulo benigno, nada precisa ser feito. Apenas seguimento com USG anual. Se o nódulo não crescer durante o seguimento, não é necessário mais nenhum exame. Mas, se o nódulo apresentar um crescimento maior ou igual a 20% em um ano, uma nova PAAF deve ser feita para garantir que o nódulo é benigo mesmo. Um nódulo benigno não vira maligno. Mas, raramente, pode ter ocorrido um erro na análise inicial e o nódulo não ser verdadeiramente benigno.

O nódulo maligno é o câncer de tireoide e deve ser sempre operado e seguido com muito cuidado, para evitar metástases ou recidivas.

Cada paciente deve ser analisado individualmente para que a conduta seja a melhor possível. Portanto, procure sempre um endocrinologista que saiba cuidar adequamente do seu nódulo!

Fonte: Endocrino News



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook