Perca Peso Agora

Novo Estudo Diz Que os Jogos Eletrônicos Podem Reduzir a Massa Cinzenta e Aumentar o Risco de Alzheimer

Vídeo games podem aumentar o risco do desenvolvimento do mal de Alzheimer em uma fase posterior da vida, de acordo com uma nova - e controversa - pesquisa.

Os cientistas afirmam que os jogadores ‘navegam’ na tela de jogos eletrônicos usando uma área chave do cérebro, chamada de núcleo caudado, conhecido por levar à perda de massa cinzenta no hipocampo.

Estudos anteriores demonstraram que a redução do volume nesta região, que controla a memória, aprendizagem e emoção, está associada a distúrbios neurológicos e psicológicos, incluindo a demência e depressão.

A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade de Montreal, no Canadá. Eles disseram que, se os jogadores perdem massa cinzenta devido ao uso prolongado do núcleo caudado, então eles podem ser mais propensos à doenças mentais.

No estudo, os pesquisadores testaram 26 jogadores assíduos e 33 que não tinham esse costume, usando tampões no crânio que registraram suas ondas cerebrais e movimentos oculares.

Estes movimentos foram monitorados em um jogo de labirinto virtual decorado com árvores e montanhas, no qual eles tinham que recuperar objetos. Constatou-se que os jogadores eram duas vezes mais propensos a usar seu núcleo caudado (81%) durante a navegação. O outro grupo contou mais com o sistema de memória espacial do cérebro, o hipocampo (42%).

O núcleo caudado é o "sistema de recompensa" do cérebro e também tem sido associado com drogas e alcoolismo.

Dr. Gregory West, da Universidade de Montreal, disse: “Por mais de uma década, a investigação tem demonstrado que jogadores ativos de jogos de ação possuem maiores habilidades de atenção visual. Nosso estudo confirma novamente esta noção. Nós, no entanto, também descobrimos que essa ação depende do núcleo caudado em um grau muito maior em relação aos não assíduos. Pesquisas anteriores mostraram que pessoas que dependem de estratégias dependentes do núcleo caudado têm menor massa cinzenta e atividade cerebral funcional no hipocampo. Isso significa que as pessoas que jogam muitos games de ação poderiam ter reduzido a integridade do hipocampo, que está associado com o aumento do risco para doenças neurológicas como o mal de Alzheimer”.

Os efeitos de jogos intensos sobre o cérebro estão em crescimento constante. Pesquisas anteriores tem promovido jogos eletrônicos como benéficos para a atenção, o que seria importante para futuras pesquisas, para confirmar que o jogo não prejudica o hipocampo.

No entanto, Tim Parry, da Alzheimer’s Research UK, disse ser difícil tirar conclusões a partir da pesquisa. "Os fatores de risco para a doença de Alzheimer e outras causas de demência são variados e complexos", disse ele.

"Este estudo incidiu sobre uma tarefa de navegação específica em adultos jovens e não observa a memória a longo prazo e as habilidades de pensamento. Por isso não podemos tirar quaisquer conclusões sobre os vídeo games e o risco de demência. Nós sabemos que uma dieta saudável e muitos exercícios são importantes para reduzir esses riscos", completou.

A pesquisa foi publicado na Proceedings of the Royal Society B.

Fonte: Jornal Ciência



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook