"Noni", uma fruta polêmica! Veja porquê é proibida no Brasil

A fruta Noni, Morinda citrifolia, não existe no Brasil mas, é bastante comum no Taiti, Havai, e em todo o sudeste asiático e na Austrália, pelos aborígenes. No entanto, hoje ela está de moda e, ao que parece, possui propriedades curativas interessantes.

Mas, apesar das propriedades curativas que muitos investigam e toda uma população longe daqui aproveita, a Noni está proibida no Brasil até como alimento devido à inconclusividade de estudos científicos quanto à segurança do seu uso.

360995175122

Esse fruto não tem gosto lá muito agradável. Mas seu extrato e suco ganharam destaque na internet como promotores de diversos benefícios, desde o controle do diabetes até a cura para problemas ginecológicos.

Só que a história não é tão animadora assim. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a comercialização de produtos contendo o fruto no Brasil.

Segundo o órgão, “a quantidade de publicações que avaliaram sua segurança é limitada”. E, por causa da falta de estudos, itens com noni estão vetados em território nacional – o problema é que, mesmo assim, certos sites continuam comercializando-os.

Segundo João Ernesto Carvalho, professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual de Campinas, no interior paulista, algumas pesquisas indicam que o uso do alimento está ligado à toxicidade hepática – ou seja, poderia causar complicações no fígado.

Além disso, cientistas apontam prejuízos ósseos e malefícios para grávidas. “Outros trabalhos dizem o contrário e alegam segurança. Mas há mais estudos que confirmam sua toxicidade do que os que negam. E quando existe um impasse como esse, a Anvisa não pode liberar”, observa Carvalho.

Os estudos sobre as qualidades curativas da Noni

“Diversos estudos científicos atribuíram ao noni e seus fitoquímicos propriedades analgésica, antibacteriana, antitumoral, anti-inflamatória, antioxidante, anti-tuberculosa e sendo preventiva para doenças cardiovasculares. No entanto, a maioria dos estudos que avaliam suas propriedades é in vitro ou com animais de laboratório. Em menor quantidade estão os estudos clínicos realizados com os extratos e/ou vários constituintes puros de Noni”.

O uso medicinal de Noni no sudeste asiático

nonifruta

“As várias partes da planta (folhas, raízes, frutos, caules e cascas) são consumidas de diversas maneiras: como alimento, fitoterápico e ainda para tingimento de tecidos (WANG et al., 2002). Essa utilização ocorre há muitos anos, principalmente com dois propósitos: as raízes e as cascas são utilizadas para tingir roupas e cerâmicas, e todas as partes da planta têm sido utilizadas como um suplemento alimentar (PALU et al., 2008).

Conforme a medicina tradicional e popular, a planta tem a capacidade de prevenir ou curar diversas enfermidades: alergia, artrite, asma, infecções bacterianas, câncer, diabetes, hipertensão, distúrbios menstruais e musculares, obesidade, úlceras gástricas, cefaléias, insônia, depressão, estresse, problemas respiratórios, esclerose múltipla e até dependência química (LAVAUT E LAVAUT, 2003; McCLATCHEY, 2002; WANG et al., 2002)”.

Este trecho que fala do uso medicinal está em uma dissertação de mestrado da Universidade Federal do Ceará, muito interessante e que vale a leitura.

Contraindicações de uso

Alguns efeitos contraindicados sobre o uso da Noni como suplemento alimentar já foram determinados pelo público adepto e na literatura. Estes são:

  • Doenças renais - por seu elevado teor em potássio, o suco de Noni não é aconselhável a pessoas que sofram dos rins.

  • Insuficiência cardíaca - não tome suco de Noni se você tem algum problema cardíaco medicamentado ou use anticoagulantes já que esta fruta tem sinergia com os remédios de coração, potencializando-os, o que pode ser perigoso.

  • Transplantes - para quem sofreu algum tipo de transplante Noni não é indicado pois reforça os sistema imunológico podendo provocar rejeição do órgão transplantado.

  • Gravidez e aleitamento - não há qualquer estudo que possa garantir o uso de Noni durante a gravidez e o aleitamento. Não se sabe se a ingestão do suco desta fruta possa ou não produzir efeitos indesejáveis tanto para você como para seu bebê.

Consumir Noni é sua escolha mas...

Enfim, de momento nós não podemos te aconselhar a consumir esta fruta que é alvo de tão poucos estudos em humanos e que já possui algumas contraindicações muito sérias. Mas, claro, a escolha é sua!

E, se for isso que quer, adiantamos que há um limite de volume acima do qual a toxicidade da planta é comprovada - 30ml ao dia, para um adulto - se bem que, as reações ao noni, assim como tudo, depende da sensibilidade de cada qual.

Sim, é verdade que esta fruta é amplamente usada há muito tempo, por vários povos do sudoeste asiático mas, isso não significa que seja igualmente benéfico para nós, latinoamericanos. É importante lembrar que o que é bom para uns pode ser ruim para outros pois, povos e plantas crescem juntos e se complementam porém, o que não é da sua terra, do seu ecossistema, dos seus hábitos, pode ser tóxico para você. Compartilhe!

Fonte: Green me

Saúde Abril




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook