Não se engane! Adoçantes Artificiais estão associados ao Ganho de Peso, e NÃO à Perda de Peso

O uso de adoçantes (ou edulcorantes) artificiais podem parecer uma maneira “zero caloria” ou “baixa caloria” de desfrutar de alimentos doces e não engordar. Mas um novo estudo de revisão os coloca no oposto deste raciocínio.

No relatório, publicado no Canadian Medical Association Journal, os pesquisadores analisaram 37 estudos sobre adoçantes artificiais para ver se eram de fato bem sucedidos para o controle de peso. Em conjunto, os estudos acompanharam mais de 400 mil pessoas por cerca de 10 anos. Sete deles foram executados como ensaios controlados randomizados, um tipo considerado padrão-ouro na pesquisa científica.

7731858cbcab4dff718810a9c734f0d4

Os adoçantes artificiais não pareceram ajudar as pessoas a perder peso. Em vez disso, estudos observacionais que analisaram o consumo ao longo do tempo sugeriram que as pessoas que os consumiam regularmente – ao beber uma ou mais bebidas adoçadas artificialmente por dia – apresentavam maior risco para problemas de saúde como ganho de peso, obesidade, diabetes e doenças cardíacas.

“Eu acho que há uma suposição de que, quando há zero calorias, há zero danos”, diz a autora do estudo, Meghan Azad, professora assistente no departamento de pediatria e saúde infantil da Universidade de Manitoba, no Canadá. “Esta pesquisa me fez observar que há mais a ser pensado do que calorias.”

O novo estudo acrescenta-se a um grande número de pesquisas que sugerem que os substitutos do açúcar não são uma mágica. “Infelizmente, a qualidade da evidência que apoiaria o uso de edulcorantes não é realmente forte”, diz* Susan Swithers*, professora do departamento de estudos psicológicos da Universidade de Purdue, e que também estudou adoçantes artificiais (mas não esteve envolvida no novo estudo).

“Eu acho que chegamos a um ponto onde podemos dizer que eles não ajudam.”

Ainda não está claro se os adoçantes artificiais realmente causam danos. Estudos observacionais que ligam os edulcorantes aos problemas de saúde não comprovam sua responsabilidade. Outros fatores podem confundir a associação: As pessoas que consomem mais edulcorantes artificiais podem comer mais alimentos processados, por exemplo, que estão ligados a um maior risco de obesidade ou problemas relacionados ao coração.

“Mais pesquisas são definitivamente necessárias”, diz Azad. “Precisamos de um estudo de longo prazo.”

overweight_men-480x270

Os especialistas possuem várias teorias para explicar como os edulcorantes artificiais têm sido associados a problemas de saúde. Alguns pesquisadores especulam que os edulcorantes interferem com o microbioma de uma pessoa, uma coleção de bactérias intestinais cruciais para a absorção de nutrientes. O consumo regular de alimentos com substitutos de açúcar também pode fazer com que as pessoas desejem alimentos mais doces com mais frequência. As pessoas também podem acreditar que, porque não consumiram calorias, têm licença para comer mais.

Alguns pesquisadores também acreditam que os edulcorantes podem interferir nos mecanismos do organismo para metabolizar o açúcar. Até agora, as pesquisas não produziram respostas definitivas.

O Conselho de Controle de Calorias (Calorie Control Council), uma associação que representa a indústria de alimentos e bebidas com baixa ou reduzida caloria, impugnou o design do estudo e disse que “estudos experimentais não confirmaram essas descobertas”, em uma declaração fornecida ao TIME. “Os edulcorantes com baixas calorias são uma ferramenta para ajudar a fornecer sabor doce sem calorias para abordar um aspecto da ingestão de calorias”, disse Robert Rankin, presidente do Conselho. “As estratégias individualizadas são críticas para o sucesso do controle do peso corporal e devem abordar não só preferências alimentares, mas também atividades físicas e considerações médicas para ajudar cada pessoa a alcançar seus objetivos de saúde, incluindo aquelas relacionadas a doenças crônicas como doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e hipertensão.”

766x415-thumbnail

“A conclusão até agora é que a redução de qualquer edulcorante é provavelmente uma boa ideia”, afirmou Swithers. “As pessoas precisam reduzir sua ingestão global de edulcorantes, com ou sem calorias. Se estamos consumindo adequadamente, isso pode não importar.”

Azad, por sua vez, não usa mais edulcorantes artificiais. “Eu costumava ser uma pessoa que colocava Splenda no meu café todos os dias”, diz ela. “Agora eu apenas adiciono leite.”

E você? Acha que realmente o adoçante está ajudando-o no controle do peso, e é mais saudável? Opine!

Fonte: Essentia

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença.



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook