Perca Peso Agora

Mastruz! Você conhece todos os seus benefícios?

O mastruz, mastruço, ou como é popularmente chamado erva-de-santa-maria, pode ser tranquilamente utilizado no tratamento de problemas respiratórios gerais, casos de rouquidão ou mesmo câimbras. Historicamente, seu nome em latim é nasturtium, que seria uma junção das palavras nariz e torcer, devido ao forte cheiro (desagradável) desta erva, fazendo então que torçamos o nariz ao sentirmos seu cheiro.

Mas, deixando a questão do odor de lado (que pode até ser agradável em algumas espécies), abordaremos todos os surpreendentes benefícios do mastruz em nosso organismo e também aprenderemos como utilizá-lo para garantir uma vida melhor e mais saudável.

Os benefícios do mastruz

Sua constituição química inclui lepidina, polifenóis, flavonoides, alcaloides, ferro, arsênico e também vitamina C. Assim, é possível afirmar que o mastruz é excelente expectorante, cicatrizante, antifúngico, antiviral e etc. Pela vitamina C, poderá tratar sintomas de gripe e também casos de escorbuto. Além disso, é altamente recomendado para aqueles que procuram a eliminação de vermes e parasitas do corpo.

O mastruz ajudará o corpo a eliminar o muco e o catarro, sendo então altamente indicado para grande parte dos problemas respiratórios e pulmonares, especialmente para os fumantes. Neste caso, duplamente indicado, pois a vitamina C também terá um grande papel contra os radicais livres oriundos deste hábito.

É possível ainda citar ao menos dois estudos diferentes da Banara Hindu University da Índia que comprovam que o mastruz é muito tóxico aos fungos, sendo então recomendado em forma de óleo ou cataplasma em partes afetadas do corpo.

Como usar o mastruz e aproveitar seus benefícios

O mastruz (ou mastruço) pode ser usado de duas formas, ingestão e aplicação externa. Caso não haja a possibilidade de encontrar o óleo de mastruz pronto para a aplicação, é possível preparar um composto caseiro que garantirá também os mesmos surpreendentes benefícios do mastruço.

Caso seja esta a situação, para usar de forma externa basta a compilação de um cataplasma através da maceração dos ramos. Aplica-se diretamente no local onde deseja-se obter os resultados.

Como fazer chá de mastruz

A forma mais usual e também a mais indicada para se consumir o mastruz é através de seu chá. Além de poder ser facilmente encontrado no comércio de ervas e também pronto em pacotinhos de supermercado, pode ser ligeiramente preparado com suas folhas.

Para fazer o chá, utiliza-se de 3 a 4 ramos de mastruz imersos em água fervente por mais ou menos 10 minutos. Em seguida, é necessário apenas coar e consumi-lo da forma que for mais agradável ao paladar, podendo ser adicionado açúcar, adoçante e até mesmo mel, garantido assim também os benefícios de todos os elementos.

Apesar de o chá ser o mais aconselhado, há paladares que preferem outras formas de ingestão. Neste ponto indicamos a vitamina de mastruço. Ela é preparada com leite e com a mesma quantidade de ramos do chá. Após adoçar de acordo com o seu gosto, bata em um liquidificador.

Esta vitamina, aliás, é indicada para crianças entre 8 e 13 anos no tratamento e eliminação de vermes.

As contraindicações do mastruz

O consumo irregular ou inadequado de mastruz, ou seja, o consumo não orientado por um médico, pode causar grande coceira, pele rubra, irritação, diarreia, azia e palpitações cardíacas.

Não deve ser consumido por gestantes ou crianças pequenas menores de 5 anos de idade.

Vemos então que o mastruz é um medicamento natural muito recomendado para os casos de problemas respiratórios e também de combate ao fungo. E, embora seja um produto da natureza, será importante ter uma recomendação profissional de um nutricionista ou médico para que tenhamos certeza que em vez de obtermos seus surpreendentes benefícios não tenhamos nenhum efeito colateral.

Fonte: Green me



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook