Intestino Permeável pode ser a causa de muitas doenças! Entenda!

Você já ouviu falar em intestino permeável? O intestino permeável (poroso, gotejante) perde a capacidade de impedir a passagem de grandes moléculas de alimentos mal digeridos, toxinas e bactérias”.

Seria como se em um balde furado, a água que deveria ser contida no recipiente fica vazando. Da mesma forma no intestino permeável há uma condição em que o intestino fica inflamado, danificado e poroso – isto permite que grandes partículas de alimento e bactérias vazem através da parede intestinal e entrem na corrente sanguínea”.

As causas desse problema

O uso prolongado de alguns medicamentos, como analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, contribui para tornar o intestino permeável. O excesso de álcool, alimentos transgênicos, como milho e soja, e trigo também podem alterar a parede do intestino.

Consequências do intestino permeável

Quando o intestino fica poroso e gotejante, ele provoca uma intolerância alimentar, principalmente a alimentos mais inflamatórios, como os ricos em glúten e açúcar.

Quando essas substâncias vazam das paredes do intestino e entram em contato com a corrente sanguínea, o sistema imunológico fica hiperativo. A consequência disso é que o sistema imunológico começa a atacar as proteínas do próprio corpo, ao invés de atacar somente os alimentos e as bactérias. Desta forma, tem início uma doença autoimune.

Doenças provocadas por essa alteração intestino

Em condições normais o intestino forma uma barreira eficiente que impede esta passagem indevida. Quando as partículas entram no sangue elas são consideradas antígenos, ou seja, são invasores que o sistema imunológico precisa combater e remover do organismo.

Esta reação imunológica contínua pode causar diversos tipos de doenças crônicas de origem autoimune, como alergias alimentares, psoríase, depressão, doença de Crohn, síndrome do intestino irritável e muito mais.

Como evitar o intestino permeável

Procure se alimentar de forma saudável e esqueça os alimentos industrializados, muito doces ou gordurosos. Insira na sua dieta ingredientes ricos em fibras, como grãos integrais, vegetais, frutas, lentilha, feijões e sementes.

Consuma mais alimentos ricos em gordura como ômega 3, presente no salmão, atum ou cavala. Insira também castanhas, azeite de oliva, sementes e abacate. É indicado também que você consuma probióticos, que são bactérias boas presentes em alimentos como iogurtes e alguns vegetais.

Fonte: Remédio Caseiro




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook