Perca Peso Agora

Fluoretação da Água Promove Disfunção da Tireoide, diz estudo

A fluoretação da água, que começou de forma generalizada nos Estados Unidos, na esteira da Segunda Guerra Mundial, tem sido controversa desde o seu início. Apesar desta controvérsia, no entanto, a fluoretação é um fato nas comunidades em toda a América e seu uso é tão difundido na água do abastecimento público que estima-se que cerca de 211 milhões de americanos têm água fluoretada em suas casas.

A partir de 2012, esta quantidade representou aproximadamente 67% do total da população dos Estados Unidos – e desta percentagem, cerca de 11% são expostos a níveis de fluoreto através da água que está acima do que é considerado seguro.

No Brasil a situação não é diferente, onde grande parte da população é exposta ao flúor. Isto deixa muitos profissionais da saúde pública preocupados, pois o flúor é uma toxina conhecida e causadora de problemas, tais como o desenvolvimento de TDAH em crianças. E agora parece que há evidências de seu vínculo com a disfunção da tireoide também.

Flúor e tireoide

Esta nova pesquisa vem do Reino Unido, onde os pesquisadores britânicos descobriram que mais de 15.000 pessoas só na Grã-Bretanha podem estar sofrendo de hipotireoidismo, uma doença causada por uma hipoatividade da tireoide que não produz hormônios suficientes para manter a boa saúde humana. Esta condição pode causar problemas de ganho de peso, fadiga, depressão e de fertilidade, entre outras questões graves.

Leia também: A verdadeira razão de você estar tornando-se gordo, lento e fraco: o "segredo tóxico" escondido na sua casa!

Este estudo britânico constatou que em áreas do Reino Unido onde os níveis de flúor foram iguais ou superiores ao nível de 0,3 mg por litro, os moradores locais tinham 37% maior risco de disfunção da tireoide.

Os pesquisadores acreditam que isso se deve quando o flúor é introduzido no corpo, ele essencialmente toma o lugar de iodo, um mineral que é necessário para a saúde da tireoide e sem a qual a mesma não pode continuar a funcionar corretamente.

Em resumo, os altos níveis de fluoreto, eventualmente, resultam em baixos níveis de iodo e este por sua vez é o que está causando o problema da tireoide.

Estas diferenças foram em particular impressionantes quando Manchester, uma grande área urbana que perde apenas para Londres em tamanho, teve seus níveis de flúor muito mais elevados na área rural.

Altos níveis nos EUA

Muitos profissionais de saúde que tenham lido este estudo apontam que o que é tão perturbador sobre ele é que a disfunção da tireoide parece começar quando os níveis de flúor chegam à marca de 0,3mg por litro.

No entanto, os níveis de flúor que foram aprovados pela FDA como seguros na América são muito mais elevados do que este nível.

Estes níveis estão em torno de 0,7 mg por litro – quase o dobro dos níveis na Grã-Bretanha, que parecem ser responsáveis pelas maiores taxas de hipotireoidismo.

Muitos endocrinologistas que estudam os efeitos dos hormônios no corpo estão agora aconselhando os americanos a testar a sua água potável e estarem cientes dos níveis deste químico na sua água. Eles também recomendam fazer o teste para a disfunção da tireoide e beber menos água fluoretada, bem como evitar os produtos fluoretados, como pasta de dentes.

Flúor em níveis ainda muito menores do que a FDA considera ser seguro parece ter um forte impacto negativo sobre a saúde da tireoide.

A tireoide é muito importante para a função total do corpo, então é só evitar o flúor, tanto quanto possível para aqueles que se preocupam com a sua saúde a longo prazo.

Fontes: Notícias Naturais
Perio Implants, FluorideAlert, News Week, Natural News Blog



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook