Perca Peso Agora

Esta Criança Perdeu 75% da Visão Por Causa de um Brinquedo que Muitos Tem em Casa

Por causa de um brinquedo presenteado pelos próprios pais, essa criança perdeu 75% da visão! Infelizmente, o caso dela não tem mais volta, mas ainda é possível salvar milhares compartilhando essa mensagem para amigos e familiares.

Trata-se daqueles lasers que viraram febre tempos atrás e que agora está voltando a circular no mercado em várias versões: lapiseira, apontador e até canetas.

A criança, que não teve o nome revelado, ganhou o laser e apontou inocentemente para os olhos, perdendo gradativamente a visão.

As canetas a laser são comumente usadas em salas de aula e são consideradas inofensivas e seguras. No entanto, a ponteira a laser pode causar lesões oculares graves, como as que sofreu esse garoto.

As ponteiras a laser vendidas para o público, no passado, tinham uma saída máxima de 5 mW, considerada inócua ao olho humano. No entanto, a caneta a laser que provoca danos à visão tem uma saída de laser de 150 mW.

O uso de lasers que podem ameçar o olho normalmente é restrito a ambientes profissionais e militares. Acidentes com este tipo de caneta ainda são raros. No entanto, os oftalmologistas alertam que dispositivos a laser, com uma potência de até 700 mW, são facilmente comprados pela Internet.

Há registros de canetas, como a que provocou o acidente, com até 300 mW, ou seja, lasers de alta potência estão sendo comercializados como se fossem apenas “laser pointers”, produtos menos potentes. E além das
canetas, os sites oferecem espadas a laser e outros dispositivos eletrônicos de alta potência como se fossem brinquedos.

Os consumidores destes produtos são, na verdade, vítimas potenciais destes "brinquedos perigosos", pois não conseguem distinguir se um determinado laser é inofensivo ou perigoso à visão. E pela proliferação destes produtos na Internet, poderão ser registrados, num futuro próximo, muitas outras lesões oculares.

Efeitos danosos à visão

Como as luzes domésticas, os lasers são medidos em watts, mas a semelhança termina aí. Uma lâmpada incandescente de 100 watts produz cerca de cinco watts de luz visível, o laser de cinco miliwatts é apenas um milésimo tão poderoso.

Mas a luz de uma lâmpada é difusa e a de um feixe de laser está concentrada, portanto, o efeito de cinco miliwatts no olho é 10.000 vezes mais intenso.

A forma como o olho focaliza intensifica a atuação do laser. A luz verde entra e vai direto para a fóvea, o centro da retina. O pigmento mais escuro na fóvea absorve a luz como o calor: rapidamente, elevando a temperatura da retina.

O grande perigo do manuseio indiscriminado deste tipo de objeto é que o laser de alta potência dá ao ser humano menos tempo para desviar o olhar antes que a lesão ocorra. E quanto mais potente for o laser, mais danos oculares são causados em microssegundos".

Não temos visto, ainda, uma epidemia de lesões provocadas pelas canetas a laser no Brasil, mas com a circulação indiscriminada deste objeto, principalmente entre crianças e adolescentes, é preciso fazer o alerta sobre este potencial perigo aos pais e educadores.

Se você conhece alguém que tenha o objeto, não deixe de fazer o alerta!

Fonte: Vídeos Virais



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook