Perca Peso Agora

É Seguro Tirar os Pedaços Mofados da Comida e Comer o Resto?

Você está morrendo de fome. Corre para a cozinha, pega um pacote de pão e descobre que... Está mofado.

O que você faz? Joga tudo fora e passa fome? Ou corta as partes verdinhas e manda pra dentro?

Se você escolheu a segunda alternativa, saiba que aquele belo sanduba continua sendo, por dentro, um pão bolorento.

Isso porque, apesar da técnica de recortar a comida e eliminar os esporos do fungo (que são os responsáveis pela cor do mofo), ainda assim suas "raízes", chamadas hifas, vão se enterrando profundamente no alimento. E é lá que as micotoxinas (coisas que podem te fazer mal) são produzidas.

“Quando conseguimos ver estes microorganismos a olho nu, isto significa que há uma imensa quantidade deles nos alimentos”, disse o biólogo Marco Antonio Marques em um informativo da Fiocruz

A maior parte dos fungos é inofensiva, e inclusive vários deles são usados na cozinha - cerveja, queijo, pães de fermentação natural - são algumas das delícias que dependem de leveduras e bolores.

Acontece que no dia-a-dia, não há como ter controle de qual tipo exato de fungo você está comendo. Para se ter uma ideia: existem fortes indícios de que a aflatoxina, substância produzida por fungos em amendoins e outras oleaginosas, é altamente cancerígena.

A recomendação unânime, portanto, é descartar a comida mofada para evitar possíveis reações alérgicas, diarreia e vômitos. E deixar o pacote de pão em um lugar seco, refrigerado e, de preferência, embalado com o mínimo de ar possível.

Fonte: Brasil Post



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook