Perca Peso Agora

Diga Adeus às Axilas Suadas! Novo Material Impede que as Axilas Molhem a Roupa

Nas épocas mais quentes do ano, o calor pode causar um certo incômodo, especialmente na região das axilas. Porém, uma nova técnica pode ajudar a esfriar essa área, apenas “puxando” o suor a partir do corpo e liberando-o como vapor.

Essa descoberta, feita por acidente enquanto um experimento deu errado, comporta-se como uma espécie de esponja, sendo torcida após estar completamente saturada. Em aplicações no mundo real, a ideia poderá ser investida na fabricação de tecidos com a mesma capacidade, por exemplo.

A descoberta veio como uma surpresa para os pesquisadores do Department of Energy’s Pacific Northwest National Laboratory, nos EUA, que acidentalmente criaram os materiais a partir de uma experiência malsucedida que visava a criação de nanofios magnéticos. Eles inspecionavam nanobastões de carbono por meio de uma análise de vapor quando notaram que eles, misteriosamente, perderam tamanho enquanto a umidade aumentava. Normalmente, os materiais costumam assumir o excesso de água, conforme a umidade aumenta em torno deles.

Logo, quando resolveram observar mais de perto com o auxílio de um microscópio, os cientistas viram que um fluído desconhecido apareceu inesperadamente entre os nanobastões e escorria para fora. Parecia que, imediatamente após a expulsão do fluido, o peso deles diminuiu para cerca da metade – um fenômeno nunca antes visto. O processo também era reversível, conforme a água era retirada, gradualmente voltavam ao seu tamanho natural.

Essa constatação – que veio a partir de uma teoria proposta em 1990 por cientistas que estudavam proteínas cristalizadas – pode levar a uma grande variedade de aplicações no mundo real, incluindo sistemas de baixa energia para captação de chuvas e purificação, além da fabricação de tecidos que absorvem suor e automaticamente o liberam na forma de vapor.

Isso permitiria que as pessoas pudessem realizar atividades físicas ao ar livre, de forma mais confortável e sem se preocupar com o suor aparente. Além disso, outro uso evolveria regiões de desertos remotos, onde a água seria coletada do ar e aplicada no consumo humano.

Os pesquisadores agora esperam aumentar a produção dos materiais para tornar as aplicações viáveis. No entanto, Satish Nune, um dos autores do estudo, disse: “Antes que possamos utilizá-los, precisamos estar confiantes de que podemos controlar perfeitamente o seu tamanho e forma”. A descoberta foi publicada em um artigo na revista Nature Nanotechnology.

Fontes: Jornal Ciência
Daily Mail



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook