Perca Peso Agora

Consumo de 4 Xícaras de Café Diariamente pode Diminuir Risco de Cirrose Hepática em 65%

Especialistas revelam que beber 2 xícaras de café por dia pode reduzir o dano hepático causado por exagero no consumo de alimentos e álcool. Uma revisão de nove estudos realizados em mais de 430 mil pessoas, descobriu que a quantidade adicional de café foi associada a uma chance 65% menor de desenvolver cirrose hepática.

A cirrose hepática mata mais de um milhão de pessoas em todo o mundo a cada ano, podendo ser causada por hepatite, consumo excessivo de álcool, desordens e doenças do fígado. Ela também está relacionada à obesidade e diabetes.

“A cirrose é potencialmente fatal e não há cura para ela. Portanto, é significativo que o risco de desenvolver cirrose possa ser reduzido pelo consumo de café, uma bebida barata, comum e bem aceita”, relatou o Dr. Oliver Kennedy, da Universidade de Southampton, na Inglaterra.

Kennedy e seus colegas fizeram uma análise conjunta do consumo médio de café entre os estudos anteriores para ver o quanto a adição de duas xícaras diárias poderia influenciar nas probabilidades de doença hepática. Combinados, os estudos incluíram 1.990 pacientes com cirrose. Em oito dos nove estudos analisados, o aumento do consumo de café em duas xícaras por dia foi associado a uma redução significativa no risco de cirrose.

Em todos os estudos, exceto em um, o risco de cirrose continuou diminuindo progressivamente conforme doses diárias de café eram aumentadas. Em comparação com nenhum consumo de café, pesquisadores estimaram que uma xícara por dia diminui o risco em 22%. Com dois copos, o risco caiu para 43%, tendo diminuído para 57% com três xícaras e 65% com quatro.

Porém, os resultados ainda deixam algumas questões não resolvidas. Um estudo, por exemplo, encontrou uma ligação mais forte entre o consumo de café e a redução do risco de cirrose, comparando o café filtrado com o com café fervido. Com os estudos relacionados com o consumo de álcool, nem todos foram responsáveis por outros fatores de risco – como obesidade e diabetes -, observaram os autores na revista Alimentary Pharmacology and Therapeutics

Os pacientes também não devem tomar café com muito açúcar ou adoçantes, pois podem prejudicar os resultados, advertiu Kennedy.

Também não está exatamente claro como o café pode ajudar o fígado. “O café é uma mistura complexa, contendo centenas de compostos químicos, e não se sabe qual deles é responsável por proteger o fígado”, disse Kennedy.

Também é importante notar que o café não é poderoso o suficiente para sobrepor-se a mudanças comportamentais que danifiquem severamente o fígado, como relata Samantha Heller, nutricionista da New York University Langone Medical Center, em Nova York, que não estava envolvida no estudo: “Infelizmente, embora o café possua compostos que têm efeitos antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias, beber algumas xícaras de café por dia não pode desfazer o dano sistemático de excesso de peso ou obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de álcool ou dieta pouco saudável”.

Fonte: Jornal Ciência



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook