Perca Peso Agora

Conheça os Senolíticos... Estes Novos Remédios Poderão te Dar Muitos Anos de Vida

Uma equipe de pesquisadores do The Scripps Research Institute (TSRI) – um renomado laboratório de biomedicina dos Estados Unidos, em conjunto com os pesquisadores da Mayo Clinic, uma organização sem fins lucrativos da área da saúde, também dos Estados Unidos, e outras instituições recentemente identificaram uma nova classe de drogas, a qual estão chamando de Senolíticos.

O que são os Senolíticos?

Em pesquisas desenvolvidas em animais, os senolíticos, ou “senolytics”, termo original em inglês, mostraram um efeito surpreendente: eles diminuem drasticamente o processo de envelhecimento, além de aliviar sintomas de fragilidade que vem com a idade, melhorar a função cardíaca e estender a vida útil saudável.

De acordo com o Professor Paul Robbins, PhD da TSRI e um dos líderes da pesquisa, este estudo é um grande primeiro passo para o desenvolvimento de tratamentos que podem ser oferecidos de forma segura aos pacientes com doenças relacionadas a transtornos de idade.

“Quando os agentes senolíticos, como a combinação que identificamos, são utilizados clinicamente, os resultados podem ser transformadores”, avalia.

Segundo o Professor James Kirkland, autor sênior do novo estudo, os protótipos desses agentes senolíticos têm comprovado sua capacidade para aliviar várias características associadas ao envelhecimento e podem, eventualmente, se tornarem viáveis para atrasar, prevenir, aliviar ou mesmo reverter múltiplas doenças crônicas e deficiências.

Encontrando o alvo

As células senescentes – células que pararam de se dividir – se acumulam com a idade e aceleram o processo de envelhecimento. Uma vez que o “healthspan” (tempo livre da doença) em camundongos foi reforçado para matar essas células, os cientistas encontraram tratamentos que poderiam realizar essa mesma tarefa em humanos.

A questão é…

Os cientistas foram confrontados com a questão, porém, de como identificar e atingir as células senescentes sem danificar outras células.

A equipe suspeita que a resistência das células senescentes à morte por stress e outros danos poderiam fornecer uma pista. De fato, usando a análise de transcrição, os pesquisadores descobriram que, como as células cancerosas, as células senescentes têm um aumento da expressão de “redes pró-sobrevivência” que os ajudam a resistir à morte celular programada. Esta descoberta fornece critérios-chave para procurar potenciais candidatos a fármacos.

Vamos poder comprar senolíticos em breve?

Na verdade, a gente já pode. Usando estes parâmetros, a equipe encontrou senolíticos em dois compostos já disponíveis no mercado: o dasatinib, medicamento para o cancro (vendido sob o nome comercial Sprycel®) e quercetina, um composto natural vendido como um suplemento que atua como um anti-histamínico e anti-inflamatório.

Mais testes em cultura de células mostraram que estes compostos induzem seletivamente a morte de células senescentes. Os dois compostos, contudo, tinham diferentes pontos fortes.

O Dasatinib é eficiente para eliminar progenitores das células de gordura humanas senescentes, enquanto a quercetina se mostrou mais eficaz contra as células endoteliais humanas senescentes e células-tronco da medula óssea do rato. Uma combinação dos dois foi em geral, e como esperado, mais eficaz.

Como reverter o envelhecimento celular

Em seguida, a equipe analisou como estas drogas afetaram a saúde e o processo de envelhecimento em camundongos.
“Em modelos animais, os compostos melhoraram a função cardiovascular e exercícios de resistência, reduziu a osteoporose e a fragilidade, e prologaram o tempo livre da doença”, disse Niedernhofer, cujos modelos de envelhecimento acelerado dos animais foram amplamente utilizados no estudo.

Em ratos velhos, a função cardiovascular melhorou no prazo de cinco dias de uma dose única de senolíticos. Essa dose levou a uma melhoria na capacidade de exercício em animais enfraquecidos pela terapia de radiação utilizada para o cancro.

O efeito durou pelo menos 7 meses após o tratamento com as drogas. A administração da droga periódica dos ratos com envelhecimento acelerado prorrogou o tempo livre da doença (healthspan) nos animais, retardando os sintomas relacionados com a idade, degeneração da coluna e osteoporose.

Os autores advertem que mais testes são necessários antes da utilização em seres humanos. Eles também observam que ambas as drogas em estudo têm possíveis efeitos colaterais, pelo menos, com o tratamento a longo prazo.

Os pesquisadores, no entanto, continuam otimistas sobre o potencial de seus achados. “A senescência (processo de envelhecimento dos seres vivos) está envolvida em uma série de doenças e patologias por isso poderia haver muitas possibilidades de aplicações para estes compostos e seus similares”, disse Robbins.

“Além disso, nós antecipamos que o tratamento com drogas senolíticas para eliminar as células danificadas seria pouco frequente, reduzindo a chance de efeitos colaterais.”

Fonte: Hypescience



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook