Perca Peso Agora

Cientista Afirma que Defecar Sentado é Errado, Podendo Causar Problemas Intestinais

Giulia Enders, uma microbiologista alemã, afirma que as pessoas em países ocidentais estão fazendo suas necessidades de forma totalmente errada. Não seria ideal defecar sentado, e sim, de cócoras.

Seu livro, ‘Charming Bowels’, que liderou as vendas em seu país natal por várias semanas, explora uma série de problemas de saúde do intestino, como prisão de ventre, ligado às bactérias.

A mensagem geral é que o trato gastrointestinal é o ‘conselheiro mais importante do cérebro', afetando tudo, desde a saúde mental até a saúde digestiva.

Mas há também influências diretas, tais como a forma de defecar corretamente. De acordo com Enders, que está estudando em Frankfurt para seu doutorado em microbiologia médica, sentar-se é, de fato, errado, prolongando o processo de liberação das fezes.

Isso também pode explicar porque as hemorroidas e doenças intestinais dolorosas, como diverticulite, são mais comuns no Ocidente do que na Ásia.

Pouco mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo não têm incidência de diverticulite e menos problemas com as hemorroidas.

Por outro lado, nós, no Ocidente, esprememos nosso tecido do intestino até que nossas fezes sejam liberadas.

Isso ocorre porque o mecanismo de fechamento do tubo digestivo não é projetado para “abrir a escotilha completamente” quando se está sentado ou em pé. Embora você consiga realizar o processo, isso pode ser resolvido ao colocar seus pés em um banquinho, inclinando-o para a frente.

Enders acrescenta que há uma riqueza de pesquisas mostrando que ficar de cócoras é uma forma mais eficaz para evacuar os intestinos. Em entrevista à BBC Radio 4, na Inglaterra, ela explicou: "Quando você se senta, há um músculo ao redor do final do cólon sendo flexionado".

Quando estamos em posição de cócoras, com um banquinho em frente ao vaso sanitário, menos pressão será necessária.

"É muito mais natural e coloca menos pressão sobre os nosso intestino". Alguns especialistas afirmam que todos nós realizávamos o processo corretamente, até a metade do século 19, e o abandono da posição de cócoras é o culpado pelo aumento das taxas de problemas intestinais e digestivos.

Como médico, nos EUA, Joseph Mercola escreve em seu site: "Os bebês instintivamente agacham para defecar, como faz a maioria da população do mundo. Mas, de alguma forma, o Ocidente estava convencido de que sentado é mais civilizado”.

"A posição de agachamento natural, com os joelhos mais próximos de seu torso, realmente muda as relações espaciais de seus órgãos intestinais e musculatura, otimizando as forças envolvidas na defecação”, completa.

Enders também explica que o trato gastrointestinal é a parte mais negligenciada do corpo, já que, muitas vezes, ignoramos os sinais que o esfíncter nos dá, em relação à desregulação intestinal.

As bactérias representam outro interesse fundamental de Enders. Em seu livro, ela detalha as minúcias do intestino e como ele compreende dois terços de nosso sistema imunológico, contendo cerca de dois quilos de bactérias.

Essas bactérias desempenham papéis importantes na digestão de alimentos, determinando nossa produção de humor e de energia, ela afirma.

Fonte: Videos Virais



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook