Perca Peso Agora

Câncer: O Que Os Estudos Dizem, E No Que Dá Para Acreditar

1- O Câncer Nunca Será Erradicado

A partir da observação de hidras ( os animais, não o ser mitológico), cientistas da Universidade de Kiel, na Alemanha, sugeriram em estudo no ano passado que o câncer seria uma "propriedade intrínseca" desenvolvida pelas células há centenas de milhões de anos.

Por isso, para conseguir efetivamente erradicar o câncer entre humanos seria necessário mudar características fundamentais de nossas células, o que possivelmente seja impossível.

2- Repolho Pode Prevenir Câncer de Pulmão

Um estudo da Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer (Iarc), em 2005, afirmou que o consumo de verduras crucíferas - como o repolho, brócolis e couve - pelo menos uma vez por semana, poderia reduzir o risco de câncer de pulmão em 70% das pessoas.

Desde então, uma série de outros estudos procurou reproduzir os dados, com resultados variados e inconclusivos. Na dúvida, não custa nada caprichar na couve com a feijoada.

3- Cheirar Peido Pode Prevenir Câncer e Outras Doenças

Na verdade, o estudo da Universidade de Exeter, na Inglaterra, diz que o sulfeto de hidrogênio - um gás que é responsável pelo cheiro ruim de ovos podres e da flatulência - pode ser usado, nas quantidades certas, para proteger mitocôndrias e evitar morte celular.

A descoberta, é claro, ainda está muito longe de ser aplicada a doenças específicas, muito menos em humanos.

4- Azar é Culpado por 2/3 dos Casos de Câncer

Antes de voltar a fumar ou sair correndo para a praia sem protetor solar, é bom lembrar que como quase sempre, a história não é bem assim.

O estudo parte de uma hipótese - mutações aleatórias durante a divisão das células-tronco de um tecido são responsáveis pela maioria dos casos de câncer - que, por enquanto, é polêmica.

E no fim das contas, mesmo que tudo seja absolutamente verdade, convenhamos que 1/3 é bastante coisa.

5- Cachorros Podem Detectar o Câncer Pelo Cheiro

Por incrível que possa parecer, essa talvez seja a afirmação menos polêmica de nossa lista.

A verdade é que desde meados dos anos 2000, um corpo cada vez maior de pesquisas demonstra que cachorros parecem capazes de ientificar a diferença nos cheiros emitidos por uma série de tecidos cancerosos, como bexiga, pulmão e pele.

A expectativa dos diferentes centros de pesquisa com os animais, pelo mundo, não é espalhar cachorros por clínicas de oncologia, mas desenvolver testes e sensores mais eficazes.

6- Usar Sutiã Apertado Por Muito Tempo Pode Causar Câncer de Mama

A teoria surgiu em um livro de 1995, escrito por um casal de antropólogos da medicina.

O sutiã apertado afetaria a drenagem linfática da região, prendendo toxinas que levariam ao câncer.

De lá pra cá, uma série de estudos não conseguiu comprovar a relação entre o uso de lingerie e o câncer.

7- Promíscuos Tem Menos Risco Para Câncer de Próstata

Um estudo da Universidade de Montreal diz que homens que tiveram sexo com mais de 20 mulheres ao longo da vida tem 28% menos chance de desenvolver câncer de próstata.

O mesmo estudo diz que os homens que tiveram sexo com mais de 20 homens tem o dobro de chance do que os que nunca tiveram experiências homossexuais.

Os cientistas precisam continuar as pesquisas para encontrar explicações para essas possíveis relações.

8- Enxaguante Bucal Causa Câncer

Estudo da Universidade de Glasgow pesquisou a relação entre higiene oral e câncer de boca, garganta, esôfago e cordas vocais.

O resultado é que quem usava enxaguante bucal mais de 3 vezes ao dia tinha aumnto no risco.

A verdade é que o número de pesquisadores é pequeno para que os dados sejam relevantes.

Fonte: Revista Super Interessante, edição 59A



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook