Perca Peso Agora

Brasileira cria Chip capaz de Detectar 18 Tipos de Câncer em 15 Minutos

E se em apenas 15 minutos você pudesse receber seu resultado de exame? Foi exatamente o que a biomédica e professora universitária natural de Caruaru (PE), Deborah Zanforlin, desenvolveu com maestria.

Ela inventou um chip capaz de detectar 18 tipos de câncer em estágio inicial por meio de um exame de sangue que leva apenas alguns minutos para ficar pronto.

O biossensor consegue mapear marcadores sanguíneos liberados por células cancerígenas ainda no começo, antes mesmo que uma tomografia ou raios-X conseguissem diagnosticar, o que aumentaria em 70% a chance de cura dos pacientes.

Do tamanho de um notebook, o sistema é portátil, o que vai promover também os exames em locais de difícil acesso, além de permitir que os pacientes sejam avaliados com maior frequência.

Outra maravilha dessa novidade é que ela não libera qualquer forma de radiação.

Deborah disse ainda que o chip poderá ser usado para detectar outras doenças no futuro. Ela, juntamente com a administradora Laura Barbosa, fundaram a startup Bio.

“Como toda startup, estamos seguindo as ideias de criar modelo e plano de negócios, tentar captar investimento, para finalmente desenvolver e comercializar o produto”, conta Deborah. Por isso, ela e a sócia começaram a procurar diversos tipos de oportunidades. Foi quando encontraram o MITx Global Entrepreneurship Bootcamp, um curso de empreendedorismo oferecido pelo MIT. A escola seleciona 50 startups do mundo inteiro, com diferentes backgrounds, para uma semana intensiva que procura impulsionar as startups participantes. A ideia é reunir essas 50 mentes empreendedoras e seus ‘pitchs’ em uma atmosfera de alta inovação, para aprendermos todos os pontos necessários para o negócio dar certo”, diz Deborah. “No fim do curso, eles ainda oferecem um encontro com potenciais investidores para nossas startups.”

Assista o vídeo abaixo para entender melhor como funciona isso.

“Como toda startup, estamos seguindo as ideias de criar modelo e plano de negócios, tentar captar investimento, para finalmente desenvolver e comercializar o produto”, conta Deborah.

Esta notícia é muito boa pois, como já sabemos, o câncer, formação de tumores e degradação do organismo por crescimento descontrolado de células doentes, é uma das doenças que está profundamente ligada ao nosso estilo de vida "moderno e civilizado".

Parabéns Deborah, por seu empenho e garra. Que seu projeto ganhe o prêmio que bem merece e que nós, população do mundo, ganhemos mais um procedimento não invasivo e seguro de prevenção e preservação da saúde pública.

Fonte: Plano Feminino



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook