Perca Peso Agora

Automassagem Miofascial: Uma Opção de Relaxamento Após Esportes

Relativamente recente nas academias, a automassagem miofascial com rolo foi pensada para promover o relaxamento das fibras musculares. Todo músculo do nosso corpo é envolvido por um tecido conjuntivo chamado fáscia. Miofascial relaciona-se ao músculo e à fáscia. Esses dois tecidos sobrepostos sentem os reflexos do nosso padrão de vida.

Uma rotina acelerada e de alta intensidade de atividades físicas, por exemplo, podem provocar tensionamento dos músculos.

“Essas duas estruturas sentem e absorvem as tensões, gerando dor, seja provocada por atividades ocupacionais ou por esportes”, comenta o fisioterapeuta Pericles Machado.

Segundo ele, passar o rolo por partes do corpo, usando o próprio peso, promove alívio de tensões entre o músculo e a fáscia, porque promove um estímulo mecânico sobre o tecido e o ponto de tensão.

“Conforme se vai passando e friccionando, a pessoa vai identificando os pontos de maior incômodo, onde deve-se concentrar o rolo”, explica.

Essa fricção gera uma massagem, permitindo um aumento metabólico e da circulação sanguínea. “Assim se consegue um relaxamento da fibra que vai promover o alívio da dor”, explica Machado.

De acordo com o profissional, se o trabalho maior do treino foi na parte inferior do corpo, a massagem com o rolo deverá se concentrar nas pernas. Se a atividade física fadigou a musculatura do tronco, deve-se focar na região lombar e na coluna como um todo.

Essa massagem costuma ser feita ao final de um treino, com benefício imediato.

Ao usar o rolo, a pessoa pode sentir um pouco de dor local, devido à relação direta com o nível de desconforto e tensão no ponto, mas o fisioterapeuta ressalta que essa dor deve ser sempre no limite que permita à pessoa executar o rolamento.

“Tanto para dores prévias ou como método preventivo para recuperação da musculatura, a sessão com o rolo, ao fim do treino, revitaliza o corpo para a continuidade do trabalho”, afirma Pericles.

Postura e respiração

A postura correta é fundamental e nem sempre é relaxada. Segundo o fisioterapeuta Pericles Machado, deve-se permanecer nas posturas por minutos para expor a região a ser trabalhada.

“Faz-se força com o braço e o abdômen, por exemplo, para massagear a perna. A postura adequada é essencial para que, ao aliviar uma região, não se sobrecarregue outra”, orienta.

A conscientização corporal com a respiração perfeita também é essencial. “Deve-se manter o CORE (a parte do tronco) em total contração, estabilizando a região”, explica.

Como o rolo não promove o alongamento da fibra - o foco é trabalhar o relaxamento - a massagem miofascial não elimina a necessidade de alongar ao final do treino.

Fonte: A Cidade ON



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook