Perca Peso Agora

Aprovada na Europa a Primeira Vacina Para Malária do Mundo

Indicada apenas para crianças, a Mosquirix impede a infecção do organismo pelo parasita Plasmodium falciparum.

A primeira vacina contra malária do mundo foi aprovada no último grande teste antes que sua aplicação em seres humanos seja autorizada.

A Agência Europeia de Medicamentos, órgão regulador da União Europeia, aprovou a vacina, afirmando que seu uso é seguro e eficaz em bebês. A Organização Mundial de Saúde deve decidir até o final do ano se recomenda o uso da vacina em seres humanos.

A vacina “RTS,S”, também conhecida como Mosquirix, é produzida pela farmacêutica britânica GlaxoSmithKline e foi parcialmente financiada pela Fundação Bill & Melinda Gates. Ela não é a única que promete combater a malária.

Pesquisadores descobriram que uma vacina ainda experimental chamada “PfSPZ” é ainda mais eficiente na prevenção da infecção. A Mosquirix, porém, é a primeira que consegue chegar ao final do processo de aprovação.

A Mosquirix impede que o paciente seja infectado pelo Plasmodium falciparum, um dos parasitas mais fatais da malária. A vacina estimula no organismo a produção de uma quantidade maior de anticorpos que impedem que esse parasita infeccione o fígado do paciente.

A RTS,S foi criada especificamente para combater a infecção em crianças e seu uso não é recomendado em adultos ou pessoas que estão viajando para regiões de risco.

A eficácia da vacina, porém, gera polêmica na comunidade médica. Os primeiros resultados de um teste clínico da Mosquirix mostraram que três doses da vacina podem diminuir pela metade o risco de infecção em crianças entre 5 e 17 meses de idade. Mas, em bebês entre 6 e 12 semanas de vida, a possibilidade de infecção caia apenas 30%.

E pior: em crianças mais velhas, a vacina se mostrou inútil. Por isso, alguns cientistas consideram que os altos custos associados a uma vacina tão complexa não justificariam sua baixa eficácia.

Os defensores da vacina ressaltam que a África precisa urgentemente de uma vacina para a malária, mesmo que ela seja apenas parcialmente eficaz. A doença mata mais de 500 mil pessoas todos os anos e metade da população mundial vive em regiões onde há risco de infecção. Mais de 80% das mortes por malária são em crianças menores de cinco anos de idade com a maioria na África Subsaariana

Fonte: Info



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook