Perca Peso Agora

Após tomar Vacina contra HPV, Adolescente tem até 8 Desmaios Diários e Narcolepsia, diz jornal

Chantele Nielsen, 13 anos, de East Yorkshire, Inglaterra, em abril deste ano tomou sua vacina contra o vírus do HPV (vírus do papiloma humano). Desde então, ela tem sofrido até oito desmaios por dia, o que faz necessário o uso de uma cadeira de rodas, para evitar ferimentos, caso ela entre em colapso. A mãe, Leissa, disse que a menina ocasionalmente tem espasmos de sono incontroláveis, dores de cabeça e visão turva e até mesmo perda de memória, conforme reportado pelo Mail Online.

Chantele não tem frequentado a escola desde as últimas quatro semanas, já que os funcionários disseram não ser capazes de garantir sua segurança. A mãe, no entanto, é forçada a seguir todos movimentos da filha a fim de mantê-la segura.

“Tenho que andar com ela pela casa, porque tenho medo que possa cair ou rachar a cabeça em qualquer coisa”, disse entrevista ao Mail Online.

Quando aconteceu pela primeira, de acordo com a mãe, Chantele ficou incapacitada de falar durante 14 horas. “Ela não conseguia se lembrar que dia era ou responder a quaisquer perguntas de matemática simples”, disse. Durante estes episódios a menina podia ouvi-la, mas não conseguia despertar devido à paralisia temporária.

Recentemente, Leissa, criou uma página para angariar fundos com a finalidade de pagar por exames particulares na Alemanha, em uma tentativa de descobrir a causa da condição e um tratamento para sua filha. “Só quero que seja uma menina de 13 anos com uma vida normal”, disse a mãe.

Um folheto do Serviço Nacional de Saúde (NHS) sobre a vacinação contra o HPV afirmava que os efeitos colaterais eram “muito suaves” e que dores, inchaço e vermelhidão no braço são “comuns, mas não duram mais do que dois dias”. Também afirmava que “efeitos mais graves eram extremamente raros”, de acordo com o Mail Online.

Desesperada por respostas sobre o que estava acontecendo com sua filha, ela fez uma pesquisa na internet e acabou encontrando um grupo de apoio no Reino Unido – Association of HPV Vaccine Injured Daughters. Ela notou que os sintomas reportados por eles eram familiares com os que Chantele estava experimentando.

Agora, ela aconselha os outros pais a saberem mais sobre a vacinação antes de pedir que suas filhas a tomem.

“Eu gostaria que os pais fossem mais conscientes antes de seguir em frente com a vacina”. A página para doação de fundos foi feita através do GoFundMe.

Só no Reino Unido, mais de 3 milhões de meninas, entre 12 e 13 anos, foram vacinadas contra o HPV, até agora, de acordo com a Public Health England. A vacina protege contra o câncer do colo do útero, o mais comum entre mulheres de 15 a 34 anos.

Fontes: Jornal Ciência
Mail Online



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook