Aparelho promete criar bolha de privacidade e reduzir ruídos do ambiente

O Muzo é um dispositivo que promete acabar com os problemas de quem vive cercado por barulho. O aparelho é capaz de detectar o som ambiente e produzir ondas sonoras que o abafam, criando um meio mais silencioso e com menos ruídos.

Segundo os desenvolvedores, o gadget também pode criar uma espécie de bolha de privacidade para pessoas estranhas não escutarem sua conversa em restaurantes ou locais públicos.

O eletrônico funciona ao ser anexado a janelas ou outras superfícies planas que facilitem a propagação das ondas sonoras. A intensidade pode ser controlada facilmente através de um aplicativo para smartphones Android ou iPhone (iOS).

Toda a tecnologia fica armazenada em uma pequena caixa de 32 x 75 x 165 mm com peso de cerca de 350g. O Muzo se conecta nos smartphones através de Bluetooth 4.0 e possui bateria recarregável através de cabo microUSB com duração estimada de até 20h de uso, segundo a fabricante. O cabo também pode ser usado para atualizar o firmware quando necessário.

Ao ligar o aparelho o usuário pode escolher entre 3 modos. O primeiro deles, chamado Serenity, é usado para reduzir ruídos externos, criando um ambiente mais silencioso com o sistema de anti-vibração. Já o Sleep pode reproduzir sons que ajudam a dormir e, pela manhã, funcionam como alarme.

Há ainda o modo Secret, criado para funcionar como uma espécie de bolha de privacidade, que permite que duas pessoas conversem sem medo de outros escutarem o que é falado. A área protegida também pode ser regulada através de aplicativo.

A expectativa é que o gadget comece a ser entregue a partir de fevereiro de 2017. O dispositivo está à venda por a partir de US$ 159 (cerca de R$ 500), com frete adicional de US$ 15 (R$ 48) para entrega no Brasil.

Apesar da proposta interessante, o Muzo despertou desconfiança de alguns internautas. Discussões em fóruns mostram que os usuários não acreditam na funcionalidade, que lembra bastante aparelhos vistos em filmes de ficção científica.

O questionamento principal ocorre em relação a tecnologia usada para o cancelamento de ruídos, que só funcionaria eliminando algumas variáveis, como a posição do usuário, que precisa ser fixa para bloquear os sons corretamente.

Confira no vídeo abaixo o projeto do Muzo.




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook