Perca Peso Agora

Afta: Receita de um Gel que Elimina Rapidamente o Desconforto!

As aftas incomodam e no grego significa “eu queimo” e chegam a afetar até 66% das pessoas com suas ulcerações de até 1cm que duram 5 a 14 dias. Algumas incomuns, chegam a 4cm e duram até 6 meses.

Tudo se inicia com um micro-traumatismo na mucosa bucal em áreas onde é bem fina, delicada e não revestida por queratina, como na parte mais alta da gengiva, no lábio, bochechas, palato mole, ventre lingual e soalho bucal. No dorso da língua, palato duro e gengiva aderida, as aftas não aparecem, pois a mucosa é espessa.

Quando a escova machuca, o abacaxi espinhento fere, a agulha penetra na anestesia, há mordida acidental ou onde o aparelho ortodôntico incomoda: estes são os locais onde as aftas aparecem!

Fumantes não tem aftas. Pode ter câncer bucal, mas aftas não! Os produtos da combustão do tabaco levam a mucosa bucal a aumentar sua espessura com produção de queratina em quase toda as áreas. Mais espessa e protegida de micro-traumatismos, raramente fumante tem afta. Quando param de fumar, voltam a ter aftas.

Quando mucosa bucal torna-se mais fina ou aumenta a frequência e número de aftas?

1. No estresse psicológico quando desregula o sistema imunológico que passa a atacar a mucosa bucal em qualquer micro-traumatismo.

2. Nas anemias por carência de vitamina B e de ferro.

3. Se os dois pais têm, a chance da pessoa ter aftas é 50% maior.

4. Em pacientes em tratamento quimio e radioterápico pela dificuldade em proliferar células.

Mas ressalta-se: sempre tem que ter o ponta pé inicial que é o micro-traumatismo! Porquê?

O rompimento na mucosa bucal expõe as suas células aos tecidos conjuntivos subjacentes ou “nossas carnes”. Quando as proteínas celulares da mucosa, agora exposta, parecem com as das bactérias, as células imunológicas decidem que devem destruí-las e matam-nas, alargando o micro-traumatismo, formando a afta.

Em uma semana o organismo reconhece que houve um erro de interpretação: as células não são bactérias, apenas têm proteínas parecidas. Mas aí já se desenvolveu a ulceração de até 1cm muito dolorosa, pois os filetes nervosos ficaram expostos diretamente na boca.

Por isso pode se dizer que a afta bucal é uma doença autoimune por reação imunológica cruzada tal como se diz na guerra: é fogo “amigo” ou um erro!

Aftas não tem nada a ver com problemas estomacais. Também não representa alergia ao abacaxi, apenas ele faz muitos micro-traumatismos na mastigação! Se você acha que tem alergia ao abacaxi e por isto tem aftas, tome bem devagar um litro de suco da fruta e verás que nada acontece.

O segredo é manter a integridade da mucosa

1. Evite micro-ferimentos com abacaxi, pão ou pipoca, prefira sucos e alimentos macios.

2. Evite movimentos bruscos com a escova na mucosa.

3. Tenha alimentação com ferro e vitaminas B para ter mucosa espessa e resistente. Confira se não está com anemia.

4. Se range os dentes, use placas protetoras.

5. Se usa aparelhos ortodônticos, aplique protetores para evitar que machuquem.

6. Controle o grau de ansiedade e estresse, se ajude!

Como aliviar o desconforto

Passar formol, éter, álcool, própolis, suco de couve e outros não devem ser usados: podem piorar a situação! Usa-se esse gel para aliviar sintomas e abreviar o desconforto, mas não evita outras aftas. Essa receita foi indicada pelo Dr. Alberto Consolaro, professor titular de odontologia da USP. Vá até uma farmácia e peça para formular:

  • 50g de gel hidroxipropilcelulose
  • 0,1% de betametasona
  • 2% de ácido acetilsalicílico

A partir de 35 anos se reduz muito ou acabam-se as aftas!

Aftas na boca significa que algo na vida precisa ser repensado e verificado. Reflita, relaxe, aproveite!

Fonte: Alberto Consolaro - Professor Titular da USP e Colunista de Ciências do JC



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook