Perca Peso Agora

Afinal, Por Que o Bocejo é Contagioso? Por Que é Tão Difícil Evitar Bocejar Também?

No ano passado, pesquisadores da Universidade Leopold Franzens, na Áustria, ganharam um Prêmio Nobel com a descoberta de que bocejos não são contagiosos entre as tartarugas-de-pés-vermelhos.
Porém, o bocejo humano continua sendo um enigma.

“Ver a abertura de mandíbulas de uma pessoa, seu fechar de olhos e a inalação profunda, sequestra seu corpo e o induz a replicar o comportamento observado”, escreveu o psicólogo Robert Provine, da Universidade de Maryland, nos EUA.

Análises de escaneamentos cerebrais mostram que as regiões do cérebro associadas com a teoria da mente (a capacidade de atribuir estados mentais e sentimentos para si mesmo) e a autotransformação, tornam-se ativas quando as pessoas observam outras pessoas bocejando.

Muitas pessoas autistas e esquizofrênicas não apresentam essa atividade cerebral. Esses indícios sugerem que o bocejo contagioso reflete uma capacidade de empatia e forma laços emocionais com os outros, de acordo com Provine.

Porém, o motivo pelo qual nossas conexões sociais incluem os bocejos ainda é um mistério e parece estar longe de ser solucionado.

Fonte: Jornal Ciência



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook