Perca Peso Agora

A perigosa ligação entre leite desnatado e diabetes

Já não chega a orientação errada que nos passaram esses anos todos sobre o que gerava doença cardíaca, agora novas pesquisas revelaram que os conselhos sobre o leite desnatado são também culpados por criarem a epidemia que cresce mais rápido no mundo: a diabete tipo 2.

Uma ligação direta foi estabelecida entre a diabete e o leite desnatado. Esqueça todas as informações assustadoras sobre o leite integral que escutamos há décadas. Veja, a indústria alimentícia – com o apoio total da medicina tradicional – já gastou centenas de milhões de dólares para convencer-nos que uma dieta de baixa gordura previne a obesidade, as doenças cardíacas e a diabete.

Mas nos últimos 60 anos, a taxa destas doenças crônicas tem disparado. Então, o que está acontecendo?

Leite integral reduz o risco de diabetes

Recentemente, pesquisas da Tufts University, Massachusetts, avaliaram minuciosamente 15 anos de
dados sobre aproximadamente 3.400 adultos que participaram do Estudo Sobre Saúde dos Enfermeiros e Profissionais de Saúde.

Eles concluíram que ao tomar leite integral você tem um risco 46% menor de desenvolver a diabete. Surpreendente, não?!

Quando se retira a gordura do leite, o que fica pra trás são só seus açúcares! Então o leite desnatado é um alimento altamente glicêmico, que causa picos no seu açúcar sanguíneo e aumenta significantemente o seu risco para a diabete.

Quando você remove a gordura dos produtos naturais, como no leite desnatado, você cria algo artificial, não natural, transformando-se em um alimento que não é mais adequado à química do seu corpo.

Estes alimentos com pouca gordura e ricos em carboidratos forçam as células do seu pâncreas a produzir mais insulina, necessária para processar todos estes açúcares.

E este estímulo de insulina faz com que você acumule mais gordura corporal. Com o passar dos anos, mantendo esta sobrecarga de carboidratos, você mais cedo ou mais tarde se torna resistente à insulina e, em última instância, diabético.

Quando você ingere gordura e proteína não terá o mesmo efeito, pois essas substâncias não aumentam o seu açúcar sanguíneo e nem estimulam a produção de insulina. Resultado: o seu corpo não acumula gordura!

Segundo um estudo realizado na Suécia recentemente, observou-se que os homens de meia idade que consumiam leite rico em gorduras, manteiga e creme de leite eram menos propensos a se tornarem obesos, comparados com aqueles que nunca ou raramente consumiam laticínios ricos em gordura.

Isso confirma que as dietas chamadas “saudáveis para o coração” que a maioria dos médicos recomenda, na verdade causam doenças crônicas… Diferente das dietas primitivas de gorduras e proteínas saudáveis dos nossos ancestrais.

Por que o leite integral é mais saudável que o leite desnatado?

O que faz o leite integral tão saudável é o equilíbrio correto dos ácidos graxos ômega-3 e ômega-6, além de conter maior concentração das vitaminas A, D, B6, B12, E, betacaroteno, cálcio,proteínas, enzimas vivificantes e bactérias benéficas.

Por milhares de anos as pessoas aproveitaram os benefícios do leite cru e fresco da fonte, sem problemas de saúde. Até o século 20, muitas pessoas mantinham a sua própria vaca para ter leite.

Pela maior parte da história, nós comíamos alimentos com ômega-6 e ômega-3 na proporção correta de aproximadamente 2:1. O equilíbrio destes ácidos graxos é essencial para a vida. O seu coração e o seu cérebro dependem deles!

A alimentação ancestral

Os nossos ancestrais primitivos obtinham uma quantia abundante de ômega-3 do leite de gado de pasto e peixes pescados da natureza. Já seu ômega-6, vinha de sementes e castanhas. Eles obtinham uma proporção perfeita: 2 de ômega 6 para 1 de ômega 3.

Mas uma dieta com pouca gordura destrói esta proporção. Nesse caso, o nível natural do ômega-3 em seus alimentos cai, enquanto as gorduras ômega-6 dos alimentos modernos industrializados aumenta muito.

Hoje, a proporção típica é de 20:1. Em outras palavras, ingere-se 10 vezes a quantia de ômega-6 saudável. As principais fontes destas gorduras ômega-6 são os óleos vegetais, grãos industrializados e carne de vacas alimentadas com grãos – gorduras que os seus ancestrais nem reconheceriam.

Este desequilíbrio causa a inflamação silenciosa, que é a raiz de todas as doenças crônicas de hoje.

Precisamos retornar a uma dieta primitiva reequilibrando as boas gorduras, o que inclui tomar bastante leite integral orgânico, mas somente de vacas alimentadas a pasto.

Talvez ele não seja tão nutritivo quanto o leite cru e não pasteurizado, mas é a melhor opção que dispomos em comparação com os outros leites comerciais, que vem de vacas alimentadas com grãos e cheias de hormônios e antibióticos.

O ômega-3 também reduz a inflamação silenciosa causada pela insulina e melhora a sua sensibilidade à mesma. O grande problema é que a maioria das pessoas simplesmente acaba não ingerindo o suficiente desses alimentos tão consumidos no passado.

Portanto, procure compensar isso usando cápsulas de óleo de peixe livre de metais tóxicos. Certamente, dessa forma, você vai obter os melhores níveis de ômega 3 sem correr nenhum risco de saúde.

Ah! E lembre-se: diga tchau para o leite desnatado!

Referências bibliográficas:

  • Circulation. 2016
  • Scand J Prim Health Care. 2013 June: 31(2): 89-94
  • Diabetes Care, April 1994;17(4):346-347
  • Pediatrics, September, 1995;96(3):541-542
  • Diabetes Care, April, 1996;19(4):379-383.
  • Medical Tribune, February 2, 1995;11
  • Diabetes, 2000;49:1657-1665
  • BMJ, October 28, 2000;321:1040

Fonte: Dr. Rondó



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook