7 Coisas que você usa todos os dias e estão causando manchas na sua pele

Muitas pessoas sofrem com o surgimento de manchas acastanhadas na pele. O melasma ocorre com mais frequência no rosto, embora também seja passível de aparecer nos braços e colo. Apesar de estarem relacionadas a muitas causas adjacentes, as manchas são originárias de uma hiperprodução de melanina, uma proteína que dá coloração à pele.

Conforme explicado pela dermatologista Maria Oliete Guerra, em entrevista ao jornal Gazeta Online, o organismo estimula os melanócitos a produzirem o pigmento. “Essas células, quando estimuladas, não ‘desaprendem’ mais a produzir o pigmento. Por isso, os cuidados devem ser constantes e intensos”.

Embora o melasma não tenha cura, ele pode ser amenizado com tratamentos dermatológicos e hábitos mais saudáveis, como por exemplo, o uso constante de protetor solar.

Engana-se completamente quem acha que somente a exposição ao Sol provoca o aparecimento das machas. Há ainda outros elementos que contribuem para o problema, que você poderá ver abaixo.

1. Secador de cabelo e chapinha

Sendo estes objetos corriqueiros na vida de muitas mulheres, eles podem contribuir para o surgimento de melasma. O calor deles induz à produção de melanina como uma forma de proteger a pele.

2. Fogão e forno

Da mesma forma que o secador, o calor emitido pelo fogão ou forno também pode provocar o aparecimento das manchas.

3. Ferro de passar roupa

Partindo do mesmo princípio, o calor emitido pelo ferro, seja a vapor ou não, também leva à vasodilatação. Embora a princípio provoque vermelhidão na pele, posteriormente ela se transforma em manchas.

4. Luminária e abajur

Neste caso, além do calor, as luzes emitem radiação – embora em um grau muito menor do que o Sol. Como está mais próxima da pele, também é passível de causar as manchas. Logo, é fundamental o uso de protetor solar, até mesmo dentro de ambientes fechados e em todas as estações do ano.

5. Computador

Considere que 8 horas de exposição à luz do computador equivalem a 1 minuto e 20 segundos de exposição solar. Embora pareça irrelevante, é importante lembrar que existem pessoas que chegam a ficar o dia inteiro em frente às máquinas, e o fazem dentro de escritórios e outros ambientes fechados e iluminados por lâmpadas.

6. Celular

A luz emitida pelos smartphones é capaz de influenciar a produção de radicais livres na pele, o que provoca alterações nas células – especialmente os melanócitos (células da pigmentação) e fibroblastos (produtores de colágeno).

7. Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes descobertas podem provocar manchas, especialmente quando somos expostos com regularidade a elas. Logo, e partindo do mesmo princípio que rege abajures, luminárias e luz solar, é essencial o uso constante de protetor solar.

Compartilhe essas informações!

Fonte: Diário de Biologia




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook